fbpx skip to Main Content

Ferramentas Da PNL No RH

A Programação Neurolinguística (PNL) é um conjunto de técnicas de comunicação e desenvolvimento pessoal criada na Califórnia na década de 70.

 

Trabalha-se com os processos neurológicos (neuro), a linguagem (linguística) e os padrões comportamentais aprendidos através da experiência (programação). Assim podemos definir o que é PNL.

 

 

Esses processos podem ser alterados para atingir objetivo específicos na vida. A partir de como o cérebro percebe, codifica, organiza e armazena informações, obtemos experiências.

Dependendo de cada contexto e circunstância, reagimos de forma diferente, dependendo das experiências pelas quais passamos.

Assim, a PNL identifica nossos padrões e possibilita a mudança deles para encontrar novas formas de agir, pensar e obter resultados melhores.

A Programação Neurolinguística pode ser aplicada em diversas áreas, como a Psicologia, educação, relacionamentos pessoais, e, claro, nos negócios.

De um modo mais usual, trata-se da exploração da forma como a compreensão e percepção humana assimilam as experiências com base na sua linguagem e gatilhos mentais.

Dentro dessas mudanças, é possível destacar vários processos passíveis de serem melhorados, tais como:

  • Criatividade;
  • Relacionamentos interpessoais;
  • Liderança;
  • Comunicação;
  • Motivação;
  • Aprendizagem;
  • Vendas.

Como a PNL pode influenciar no RH:

Conforme o que definimos por PNL, podemos afirmar que ela gera um exercício de empatia e de flexibilização dos pontos de vista mediante o questionamento da primeira percepção emitida. Por essa razão, pode influenciar qualquer processo dentro da rotina de RH​, tudo isso por meio da utilização das técnicas certas.

Fogging

Essa primeira técnica é voltada para a resolução de conflitos e parte da ideia de “embaçar” uma situação para tirá-la do foco e procurar novas soluções.

Frases como “Como posso melhorar a situação?” ou “O que posso mudar para resolver esse problema?”, na tentativa de trazer novas perspectivas sempre que uma situação de conflito e tensão de apresenta.

Essa técnica pode ser adotada tanto pelo RH, na tentativa de remediar ou até mesmo evitar que desentendimentos aconteçam, quanto pelos próprios funcionários que integram a equipe.

A premissa é tirar a ideia de acusação, e questionar a real possibilidade de solucionar o problema.

Swish

Essa segunda técnica, é uma técnica simples de reprogramação dos gatilhos mentais.

Ela consiste em associar uma imagem ou sensação boa a cada estímulo negativo que você recebe e, então, substituir o mal-estar por algo do seu agrado antes de ter uma sensação prejudicial.

Seus resultados servem para aumentar o bem-estar, evitar conflitos, manter a motivação do colaborador ou evitar a sobrecarga e o estresse, fazendo com que o ambiente de trabalho contribua para a qualidade de vida da equipe.

Pode ser utilizada por cada membro da equipe, sempre que identificar a necessidade.

Rapport

Como terceira e última técnica apresentada aqui, temos o rapport,  que deriva de um termo francês que expressa afinidade.

Ela trata de um espelhamento comportamental, que pode variar da postura até o estado interior de uma pessoa.

Pode ser usada pelo RH, com a intenção de buscar a aproximação e compreensão sobre as equipes.

E aí, gostou das técnicas?

Já utiliza alguma dessas em sua equipe?

Com o uso dessas técnicas de PNL a longo prazo, é possível auxiliar o aperfeiçoamento das relações interpessoais, aproximando os colaboradores e melhorando a gestão de RH na empresa.

Treinar as equipes e liderança, para poderem executar corretamente cada uma dessas técnicas, faz parte de nosso repertório de treinamentos, mentorias e cursos.

Entre em contato e saiba mais sobre como a PNL pode ser inserida em sua equipe e melhorar potencialmente os seus resultados.

– Instituto Iluminar –  Desenvolvimento Pessoal & Profissional

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top
Buscar
Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos te ajudar?